Ajude o desenvolvimento do site, compartilhando o artigo com os amigos!

A segurelha é uma daquelas plantas de especiarias que não deve faltar em nenhum canteiro de ervas ou jardim de boticário. Não é apenas um tempero popular para pratos de feijão, mas também uma erva medicinal valiosa que é usada na medicina popular para tratar dores de estômago e problemas de pele.

O salgado de verão é anual

Perfil da planta:

  • Nome botânico: Satureja
  • Pedido: Lamiales
  • Gênero: ervas de feijão
  • Família: balas
  • Crescimento: Subarbusto ereto espesso
  • altura de crescimento: 40 a 70 centímetros
  • auge: agosto a setembro
  • forma de flor: Pseudoespirais semelhantes a espigas
  • cor da flor: Branco, rosa, roxo claro
  • Folha: Régua-lanceolada, perene

particularidades

A segurelha de verão prospera como plantas herbáceas anuais. Já os salgados de inverno podem ser bienais ou mesmo perenes.

Origem:

A segurelha é encontrada selvagem em solos pobres em todo o Mediterrâneo, onde cresce em encostas secas e rochosas, em campos e em aterros ferroviários.

Semear e plantar:

Para crescer a partir de sementes, encha pequenos vasos de sementes com solo de sementes no final de abril e simplesmente polvilhe as sementes por cima (germinadores leves). O cultivo ao ar livre também é possível sem problemas, mas deve-se esperar os santos do gelo, pois as mudas são sensíveis ao frio. Depois que o segundo par de folhas aparece, elas são separadas a uma distância de trinta centímetros.

Localização e cuidados:

Dê ao salgado um lugar quente e ensolarado na cama de ervas. Alternativamente, a robusta planta de especiarias se sente extremamente confortável em uma panela na varanda.

Piso:

Como muitas ervas, o salgado é muito frugal. Prefere substrato leve e preferencialmente calcário. Solos pobres são muito melhor tolerados do que os ricos em nutrientes.

rega e fertilização

Na melhor das hipóteses, fertilize no início do período de vegetação no início da primavera e mesmo assim apenas com moderação com algum composto.

Você também pode se conter na hora de regar, pois o salgado é extremamente sensível a muita umidade. As fases secas, por outro lado, sobrevivem à erva sem problemas.

colheita e conservação

Colha o salgado pouco antes ou durante a floração, pois é quando a planta desenvolve mais aroma. Para fazer isso, os brotos são cortados logo acima do solo, amarrados e pendurados para secar em um local não muito claro e arejado. Em seguida, esfregue as folhas e armazene em recipientes escuros e bem fechados.

pontas

O salgado também pode ser congelado. Para fazer isso, coloque os galhos cortados em sacos de congelação. Alternativamente, você pode arrancar as folhas, colocá-las em porções em bandejas de cubos de gelo, enchê-las com água e congelá-las.

Ajude o desenvolvimento do site, compartilhando o artigo com os amigos!

Categoria: